Beleza e saúde são prioridades para os brasileiros

Apesar da crise, a preocupação com a beleza e o bem-estar continua sendo prioridade para grande parte dos brasileiros. Uma pesquisa lançada em junho deste ano pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revelou que 6 em cada 10 entrevistados consideram-se vaidosos e mais da metade (65%) acha que cuidar da beleza não é um luxo, mas uma necessidade.

IMG_1734.JPG

Para 57% dos consumidores, os produtos de beleza têm o poder para mudar a aparência e 74,4% (7 em cada 10 consumidores) acreditam que pessoas bem cuidadas aparentam ser melhores profissionais. Boa aparência foi a quarta opção mais citada entre as características que mais influenciam no sucesso profissional, à frente de inteligência, disciplina e simpatia.

A pesquisa do SPC Brasil ouviu 790 consumidores, de todas as classes sociais e acima dos 18 anos nos 26 Estados e no Distrito Federal. A margem de erro é de, no máximo, 3,5 pontos percentuais, a uma margem de confiança de 95%.

Outro levantamento, realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) e pelo Instituto FSB Pesquisa, deixou claro que na opinião dos brasileiros, os itens de beleza e higiene pessoal trazem benefícios à saúde, conforto emocional e ajudam na inserção social.

Esse mesmo estudo apontou que 95% dos especialistas em cuidados pessoais garantem o bom desempenho do setor, visto que ele proporciona bem-estar aos compradores, além de benefícios à indústria e consequentemente à economia do País, com a oferta de empregos, geração de tributos, inovação e possibilidade de novos negócios.