Outubro Rosa Yes!: o tratamento do câncer de mama

No mês de conscientização sobre o câncer de mama, a Yes! reuniu uma série de informações para auxiliar e estimular a prevenção da doença. A mastologista Cláudia Pereira, colaboradora do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP), respondeu a diversas dúvidas sobre o tratamento do câncer. Confira:

MATÉRIA OUTUBRO ROSA.jpg

Yes! Caso o câncer seja descoberto. Como é feito o tratamento?

Dra. Cláudia - O tratamento do câncer de mama vai depender sempre do estágio em que ele é descoberto. Quando diagnosticado precocemente, o tratamento é menor e com chances de cura maiores. Quando descoberto tardiamente, as chances de ter metástases (presença de células malignas em outros órgãos como pulmão, fígado, ossos e cérebro) são maiores, sendo reduzidas as chances de cura.

O tratamento se divide, basicamente, em 3 fases: cirurgia, radioterapia e quimioterapia. Essa última pode ser associada à terapia hormonal ou terapia antiestrogênica, dependendo da biologia molecular do tumor. Existem dois tipos de cirurgia: radical (quando retira toda a mama) ou conservadora (quando apenas parte da Mama é removida).

Yes! Todas as pacientes com câncer de mama devem fazer quimioterapia?

Dra. Cláudia - Toda paciente que faz a cirurgia conservadora deverá realizar a Radioterapia, que visa o controle local da doença. Já a Quimioterapia, só é indicada para os tumores invasivos e vai depender do tamanho, grau de invasão, comprometimento dos gânglios axilares, biologia molecular do tumor e, às vezes, até da idade.

A Quimio pode ser realizada antes da cirurgia, nos casos de tumores avançados, visando reduzir o tumor e facilitar a cirurgia, ou até mesmo converter uma cirurgia radical para uma cirurgia conservadora.

Yes! Na prática, como são feitas as cirurgias para retirada do câncer?

Dra. Cláudia - Atualmente se dispõe de várias técnicas cirúrgicas de Oncoplastia, que é a associação de técnicas de cirurgia plástica ao tratamento cirúrgico oncológico, assim como de cirurgias de reconstrução da mama, que poderão ser realizadas no mesmo momento da cirurgia para tratamento do câncer ou mais tardiamente, depois da conclusão de todo tratamento. Tudo vai depender do estágio em que a doença é diagnosticada.

Dra. Cláudia Pereira

médica.png

Mastologista, coordenadora do Departamento de Mastologia do Hospital de Câncer de Pernambuco (HCP).